A importância de ter uma carteira de investimentos variada

Como disse Robert Kyiosaki em seu livro “Pai Rico Pai Pobre”, quem trabalha não enriquece. Seguindo essa ideia, é preciso pensar em caminhos para rentabilizar seu dinheiro e as oportunidades são diversas.

Entre as variadas opções, temos o investimento em ações na bolsa de valores, algo que não é fácil, mas também não é impossível. A verdade é que mesmo não existindo certeza de sucesso, temos algumas definições utilizadas por grandes investidores que auxiliam em um bom resultado.

Uma das mais conhecidas máximas é a  frase “não coloque todos os ovos na mesma cesta”, de autoria do grande economista Harry Markowitz, defendendo a importância de ter uma carteira de ações diversificada, pela crença de que, com um número maior de opções, você amplia sua possibilidade de lucros.

Menos riscos e mais lucros: esse é o ideal

Todo investidor, principalmente os iniciantes, tem receio de perder dinheiro na bolsa. Porém, uma carteira de investimentos diversificada reduz a chance de perdas a médio e longo prazo, criando uma rotina de resultados positivos e equilibrados.

Levando em conta as oscilações de mercado, se tudo estiver centralizado em um ativo, aumentará a chance de prejuízos.

Com um número maior de ações, quando parte dos seus investimentos passarem por perdas, outra parcela poderá trazer lucros, deixando que você siga sem grandes perdas.– Tendo melhores oportunidades.

Mas quantas ações preciso ter na carteira?

Segundo uma conclusão do próprio Harry Markowitz, famoso economista estadunidense, uma carteira de investimentos ideal precisa possuir entre 15 e 20 ativos, investindo em empresas concorrentes e também em setores distintos – como o nicho de pet e saúde, que são direcionados a públicos diferentes e, caso um nicho não esteja seguindo bem, o outro não será diretamente afetado.

Contudo, no início, não adianta ter uma carteira extremamente variada, com micro investimentos, pois isso acaba rendendo pouco. O ideal é que você pesquise especificamente determinado nicho do mercado, identificando as opções que ofereçam um risco reduzido, mas que também se mostrem rentáveis de diferentes formas (renda fixa, renda variável e etc, não fique preso a apenas um modelo).

Com estudo e tempo, você conseguirá ampliar o seu número de ativos, tendo conhecimento para definir quais nichos irá investir e até mesmo o momento de comprar e vender as frações que possui. O importante é saber que precisará seguir estudando e se aprofundando, tanto em mercados que tenha maior conhecimento, quanto em nichos variados que identifique como oportunidade – e claro, não se assustar por não ter o número de ativos considerado ideal, pois isso será conquistado com o tempo, assim como o aprendizado.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.