Conheça a história do automóvel no Brasil

Para muitos hoje, o carro é um item indispensável. Afinal, com ele podemos nos locomover com maior segurança, conforto e rapidez. Hoje os modelos disponíveis no mercado possuem extrema tecnologia e muitos são automáticos. Mas nem sempre foi assim — muito menos os carros fabricados no Brasil.

Aliás, você sabe qual a história dos automóveis no nosso país? Ela começou há exatos 130 anos, quando, em 1891, desembarcou o primeiro carro importado no porto de Santos. De lá para cá, vários ajustes e adaptações foram realizados, além de ocorrer a chegada de marcas multinacionais, como é o caso dos carros Ford.

Antes de você conhecer a trajetória dos automóveis brasileiros, é preciso saber a história dessa verdadeira ferramenta tão necessária nas nossas vidas. A primeira concepção que se aproxima a um carro surgiu em 1769, quando o engenheiro francês Nicolas-Joseph Cugnot criou a primeira charrete elétrica.

Lembrando que antes a locomoção de cargas e pessoas era realizada com ajuda de animais de grande porte, como cavalos e éguas. O automóvel sem a força animal, da forma mais próxima à que conhecemos, só apareceu em 1850, quando foi descoberto o petróleo como combustível.

Já o carro movido a gasolina surgiu no final do século XX, quando os engenheiros de nacionalidade alemã Karl Benz e Gottlieb Daimler montaram, cada um, fábricas de automóveis rivais. Por isso, ambos são considerados os pais dos carros modernos.

Agora que você já tem uma visão mais aprofundada sobre a história dos carros em outros países, que tal saber como eles chegaram e se popularizaram no Brasil? Para descobrir ainda mais, basta seguir com a leitura.

Qual a história do automóvel aqui no Brasil?

Como citado anteriormente, o primeiro automóvel a desembarcar por aqui chegou em 1891, quando os carros já não eram exatamente uma novidade em países europeus. E esse automóvel tinha como dono ninguém menos que Alberto Santos Dumont, que é considerado pai da aviação e na época já tinha grande prestígio internacional.

O primeiro registro de acidente de carro aconteceu seis anos depois. O choque ocorreu quando o poeta Olavo Bilac bateu em uma árvore. Apesar da escassez dos registros sobre o fato, o acidente não foi considerado fatal.

Um ponto importante a ressaltar é que o Brasil sempre foi um entusiasta quando o assunto era construir carros. Por isso, foi um dos primeiros países a construir um protótipo de carro, que ficou pronto em 1905. O único motivo de não sair andando pelas ruas é que a sua carcaça era maior que a porta da garagem.

Décadas de 1950 e 1960

Essas décadas são muito importantes para a história dos automóveis no Brasil, pois marcam a chegada das grandes montadoras ao nosso país. A primeira foi a Volkswagen, instalada em São Paulo no ano de 1959. Nos anos seguintes, outras criaram raízes por aqui, como é o caso da Ford, que comercializou o primeiro item automotivo em 1968.

Décadas de 1970 e 1980

Essas décadas foram marcadas pela crise do petróleo no Brasil. Por isso, muitos modelos começaram a ser comercializados utilizando o álcool como combustível, impulsionados pelo programa Nacional do Álcool (Proálcool). O primeiro carro construído 100% no Brasil (sem peças importadas) foi o minicarro BR-800, no ano de 1988.

Dias atuais

Os carros passaram a usufruir bastante da tecnologia e também de parcerias fechadas com outros países, que permitiram que a nossa produção não ficasse tão defasada. Hoje, esses automóveis servem para a sua função básica de locomoção entre cidades e estados, mas também podem ser vistos como um objeto de luxo, praticidade e também de grande conforto, aliado para o dia a dia.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.