CEO da AstroPay ressalta importância do Pix e a grande adesão do método de pagamento

Ano após ano, os brasileiros têm se interessado cada vez mais pelas finanças e aderido aos sistemas de transações digitais, buscando sempre celeridade, segurança e taxas mais atrativas ou nulas.

Sabendo disso, o AstroPay, plataforma especializada em soluções de pagamento, que já conta com mais de uma década de experiência em território nacional, tem focado suas ações na promoção e inclusão financeira através do Pix, ferramenta de pagamento instantâneo desenvolvida pelo Banco Central do Brasil. O sistema foi lançado em novembro de 2020, e com menos de 2 anos de funcionamento já é
um dos favoritos dos tupiniquins.

Recentemente, o CEO da companhia, Mikael Lijtenstein foi entrevistado pelo SBC Notícias e ressaltou a importância do Pix e a inovação que o sistema representa. “É um exemplo interessante de como os pagamentos instantâneos podem viabilizar transações em tempo real em um país onde 34 milhões de adultos ainda não têm acesso aos serviços financeiros tradicionais”, disse o executivo.

O CEO também apontou que, em janeiro de 2022, 82% dos pagamentos recebidos no AstroPay foram realizados através do Pix.

O que diz o empresário sobre o sistema do BC e planos de expansão

Compreender o cenário e o desenvolvimento de pagamentos no Brasil é o cerne dos negócios do AstroPay. A empresa atualmente tem tentado expandir sua atuação por toda América Latina e enxerga que o sistema de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central tem a capacidade de favorecer a promoção e inclusão financeira na região.

De acordo com Lijtenstein, a empresa está bastante interessada no mercado latino-americano, já que a região conta com aproximadamente 300 milhões de compradores digitais, sendo que esse número pode aumentar em 20% até 2025.

Além disso, a região conta com uma das maiores e mais diversas populações do mundo, tendo um grupo enorme de países que compartilham várias semelhanças, como o idioma e a história.

Em relação ao Brasil, Lijtenstein afirmou: “a AstroPay atua no Brasil desde 2009 e foi o primeiro mercado onde a empresa iniciou suas operações. Desde o início, fornecemos uma opção de pagamento online disponível para todos os usuários que precisam comprar em sites internacionais, independentemente de terem cartão de crédito ou débito”.

Por conta dos seus serviços, hoje no país há até mesmo uma variedade de casas de apostas que aceitam astropay, sendo que a companhia possui ótima reputação em território nacional. Dessa forma, buscando se consolidar no Brasil, as plataformas listadas pelo confiavel.com têm optado por selecionar alternativas de pagamento conhecidas do público, além de disponibilizarem promoções generosas, das quais os usuários podem tirar proveito para incrementar seu saldo.

Questionado sobre o Pix, Lijtenstein apontou que a ferramenta ganhou uma popularidade impressionante, e que no Brasil, cerca de 62% da população adulta utiliza o método criado pelo Banco Central. O CEO ainda afirma que adotar o método de pagamento em sua plataforma era uma obrigação, já que a função da sua empresa é entender as necessidades dos usuários e proporcionar uma solução, sendo este um dos diferenciais da companhia. “Nosso sucesso e capacidade de continuar nosso crescimento e expandir para novos mercados é impulsionado por nosso conhecimento e capacidade de ser ágil quando há mudanças nas tendências e novos desenvolvimentos no mercado em que atuamos”,
disse Lijtenstein.

Sucesso absoluto

O Pix é um verdadeiro sucesso no Brasil. Depois do final de 2021, todo mês o Banco Central registra mais de 1 bilhão de transações utilizando a ferramenta no país. Por enquanto o recorde de transações em um mês foi registrado em dezembro de 2021, quando 1.463.265.548 operações foram feitas. Mas, em fevereiro deste ano, o recorde quase foi batido, já que foram computadas 1.367.981.508 operações.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.